Olgária Chain Féres Matos

Doutora pela USP e pela École des Hautes Études de Paris, Olgária Matos é professora titular de filosofia na USP e na Unifesp. Escreveu: Rousseau: uma arqueologia da desigualdade, Os arcanos do inteiramente outro – a Escola de Frankfurt, a melancolia, a revolução, A Escola de Frankfurt – sombras e luzes do Iluminismo e Discretas esperanças: reflexões filosóficas sobre o mundo contemporâneo. Colaborou na edição brasileira de Passagens, de Walter Benjamin, e prefaciou Aufklârung na metrópole – Paris e a Via Láctea.

Participou das seguintes coletâneas: Os sentidos da paixão, O desejo, Tempo e história, A crise da razão, Civilização e barbárie, Muito além do espetáculo, Poetas que pensaram o mundo, Mutações: ensaios sobre as novas configurações do mundo, Mutações: a experiência do pensamento, Mutações: elogio à preguiça (ganhador do prêmio Jabuti) e Mutações: o futuro não é mais o que era.