Marilena Chaui

Marilena Chaui é mestre e doutora em filosofia pela USP, universidade da qual foi professora titular. Ministrou cursos de pós-graduação nas universidades de Paris, Pisa e Bolonha (Itália), Buenos Aires e Córdoba (Argentina), Stanford e Columbia (USA) e King’s College (Londres).

Recebeu o título de Doutor Honoris Causa pela Université de Paris VIII, pela Universidad Nacional de Córdoba (Argentina) e pela Universidade Federal de Sergipe.

Recebeu, em 1981, o prêmio da APCA (Associação Paulista dos Críticos de Arte) pelo livro Cultura e democracia; em 1994, o prêmio Jabuti pelo livro Convite à Filosofia; os prêmios Sérgio Buarque de Holanda (Biblioteca Nacional), em 1999, e Jabuti, em 2000, pelo livro A nervura do real. Imanência e liberdade em Espinosa.

Foi secretaria municipal de cultura de São Paulo de 1989 a 1992 (durante o governo de Luiza Erundina).

Publica regularmente artigos em periódicos nacionais e internacionais de Filosofia, História e Ciências Sociais. Entre seus livros, estão: O que é ideologia, Cultura e democracia, Convite à Filosofia, Espinosa. Uma filosofia da liberdade, Merleau-Ponty. Uma experiência do pensamento, A nervura do real. Imanência e liberdade em Espinosa, Política em Espinosa, Desejo, paixão em ação na ética de Espinosa, Brasil: Mito fundador e sociedade autoritária, Escritos sobre a Universidade, Simulacro e poder. Uma análise da mídia, Política cultural,  Introdução à História da Filosofia, Volume I, Introdução à História da Filosofia Volume II, Escritos de Marilena Chaui, Between conformity and resistence.

Participou das seguintes coletâneas: Os sentidos da paixão, O olhar, O desejo, Ética, Artepensamento, O homem máquina, Civilização e barbárie, O silêncio dos intelectuais, Vida Vício virtude, Mutações: entre dois mundos.